O tempo pode apagar a lembrança de um rosto,
mas nunca a de alguém
que soube fazer de um pequeno instante
um grande momento!


Vídeos favoritos

Meu neto, Daniel, nasceu...

Meu neto, Daniel, nasceu...
Que Deus te abênçõe sempre.. TE AMO mto

Minha neta Amanda

Minha neta Amanda
Minha princesa linda.. Que Deus te abençoe. TE AMO mto

Meus filhos, meus tesouros

Meus filhos, meus tesouros
Carlos, Karina, Cássio e Aline. AMO VOCÊS

Dani e Amanda

Dani e Amanda
Meus amores, cada dia q passa ficam mais lindos. AMO vcs

sábado, 31 de outubro de 2009

♪ E agora nós ♪ Sorriso Maroto e Ivete Sangalo

Vídeo e letra da música...


♪ E agora nós ♪

Link do vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=mlkZ3Hehsn4

E Agora Nós?
Sorriso Maroto

Quando você diz que vai embora,
Só pra chamar minha atenção,
Sabe meu coração,tá perto de você..
Quando digo que eu tô em crise,
Já não tem mais nada a ver,
Sabe meu coração,
Tá longe de te esquecer..
Pare e pense um pouco
Que pra gente, a chama ainda está acesa,
O jogo não acabou e de repente,
As cartas continuam sobre a mesa,
Mas o tempo tá querendo tempo,
Pra arrumar as coisas do seu jeito,
A gente so precisa de bom senso,
E tirar a mágoa aqui dentro do peito.
Meu coração pergunta o que é que eu fiz,
Eu já não sei ficar, tão infeliz,
Qual é o amor que vive por um triz?
Se eu errei,não foi porque eu quis.
Meu coração só quer ouvir tua voz,
Mesmo que seja pra brigar, gritar e reclamar,
Só me responde de uma vez:
E agora nós?
Só não me diz que já não tem mais solução,
E não quer mais meu coração.
Meu coração..

♪ Ainda existe amor em nós ♪ Sorriso Maroto

Letra e vídeo da música...

♪ Ainda existe amor em nós ♪

Link do vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=3EOL8z2HgDg

Ainda Existe Amor em Nós
Sorriso Maroto
Composição: Tatáu

Nós estamos separados, mas nos prometemos respeito
Você não procura um namorado e eu farei do mesmo jeito
No fundo é que bem no fundo ainda existe amor em nós..
Amor, estamos chateados pedimos tempo como cura
Nessa nossa indecisão, nesse jogo de quem procura..
No fundo é que bem no fundo ainda existe orgulho em nós.
Quando o vidro embaçar, e você vier pra me abraçar..
Quando o sol se esconder, vê se você para pra entender..
Que eu fui e sempre serei um bobo apaixonado.
Nós estamos separados, mas nos prometemos respeito
Você não procura um namorado e eu farei do mesmo jeito
No fundo é que bem no fundo ainda existe amor em nós..
Amor, estamos chateados pedimos tempo como cura
Nessa nossa indecisão, nesse jogo de quem procura..
No fundo é que bem no fundo ainda existe orgulho em nós.
Quando o vidro embaçar, e você vier pra me abraçar..
Quando o sol se esconder, vê se você para pra entender..
Que eu fui e sempre serei um bobo apaixonado.
A nossa história de dar um tempo.. custou caro, fez doer
Corremos risco de outro alguém aparecer...
Mas o amor que a gente sente há de prevalecer!
Quando o vidro embaçar, e você vier pra me abraçar..
Quando o sol se esconder, vê se você para pra entender..
Que eu fui e sempre serei um bobo apaixonado..
Por você.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Sailing *N Sync



Tradução

Navegando

Bem, não está muito distante até o paraíso
Pelo menos não para mim
E se o vento for adequado,
você pode navegar avante e encontrar tranqüilidade

A vela do navio pode fazer milagres, apenas espere e veja
Acredite em mim
Não está muito distante para a terra-do-nunca
Não há motivos para fingir
E se o vento for adequado,
você pode encontrar a alegria da inocência novamente
A vela do navio pode fazer milagres, apenas espere e veja
Acredite em mim

Navegar me leva para onde eu sempre ouvi que isso poderia estar
Apenas um sonho e o vento a me carregar
E logo eu serei livre
A fantasia, ela tira o melhor de mim
Quando estou navegando

Totalmente envolto no devaneio,
Cada palavra é uma sinfonia
Você não vai acreditar em mim?

Bem, não está muito distante de volta até a sanidade
Pelo menos, não está para mim
E se o vento for adequado,
você pode navegar avante e encontrar serenidade
A vela do navio pode fazer milagres, apenas espere e veja
Acredite em mim.

Traduzido por: Gustavo Oliveira


quinta-feira, 22 de outubro de 2009

MATURIDADE

link: http://bombom_urso.blig.ig.com.br/imagens/amei_celi.gif


A gente não sabe ao certo quando a maturidade chega nem como ela se instala, talvez porque seja de forma lenta e quase imperceptível, mas de repente a gente se dá conta da prazerosa sensação da maturidade.

A pessoa madura sente-se mais livre para expressar pensamentos e sentimentos, dizer a sua verdade calma e mansamente. Muitas vezes opta por não dizer nada ainda que esperem que ela diga, e isto não lhe causa nenhuma culpa ou constrangimento.

A pessoa madura sente-se contente consigo mesma, valoriza o longo trajeto já percorrido e verifica que tanto as vitórias quanto as derrotas foram necessárias para o seu crescimento e plenitude. Não se desespera quando a vida parece dar uma longa pausa e aguarda com serenidade e otimismo as novas circunstâncias ainda não configuradas no cenário de sua existência.

A pessoa madura decididamente não faz tipo e se liberta de vez da idéia: mas o que vão pensar de mim? Aprende a distinguir valores essenciais dos valores supérfluos e descartáveis. Sabe que esta passagem pela terra é rápida demais para ser desperdiçada com mazelas. Os sonhos, projetos e ideais de uma pessoa madura são quase sempre exeqüíveis. Contenta-se com o que tem, ajusta-se dentro do próprio orçamento, não gasta mais do que ganha e faz algumas renúncias (de forma serena) em prol de seu núcleo familiar ou de alguma causa que resulte no bem comum.

A pessoa madura se despoja dos melindres, se despe dos preconceitos, deixa de ser reativa para ser pró-ativa. Aprende a gostar da própria companhia, torna-se a melhor amiga de si mesma dando ao próprio “eu” os contornos do equilíbrio. Conhece seus pontos fortes e fracos, sabe que não tem todas as respostas nem é dona da verdade mas mantém um código secreto de verdades e valores próprios que lhe permitem nortear-se, de forma positiva, pelas diversas circunstâncias da vida.

A pessoa madura não aparenta ser. Ela é! Ela é alguém que fez um “clean-up”, passou o “desfragmentador” no seu “disco rígido” e deu “del” em centenas de arquivos inúteis que atravancavam e emperravam o livre fluxo da própria existência. Ela é alguém que está em paz consigo mesma.

EVIDÊNCIAS

Link: http://fotos.imagensporfavor.com/img/pics/glitters/a/amei_-2343.gif




Quem ama sente ciúmes (muito ou pouco, não importa), mas sente sim. Quem deixou de amar já não se importa e deixa o outro totalmente à vontade, para que ele próprio possa estar também assim.

Quem ama, vez por outra dá uma patrulhada no território e delimita as suas fronteiras. Quem deixou de amar já não fiscaliza, é frio, controlado e jamais perde as estribeiras.

Quem ama sempre acha tempo e encontra um jeito para estar com seu amor. Quem deixou de amar vai postergando sem pressa, deixando que o vento sopre a seu favor.

Quem ama faz perguntas pessoais e usa muito o pronome “nós”. Quem deixou de amar conversa banalidades e esquece o significado do advérbio “a sós”. Quem ama quer saber da vida do outro com detalhes e transparência. Quem deixou de amar se esquiva e não cobra do outro mais nada, nem ao menos coerência.

Quem ama é pródigo em e-mails, telefonemas e com muito carinho dá um jeitinho de marcar presença. Quem deixou de amar é pródigo em desculpas e pretextos com os quais passa um verniz para disfarçar a indiferença.

Quem ama é naturalmente fiel e está sempre voltado às necessidades do outro ser. Quem deixou de amar só é fiel a si próprio e ao seu bem estar e já não percebe os danos que causa, querendo ou sem querer.

Quem ama mas não pode corresponder por imperativos das circunstâncias, abre o jogo e usa de sinceridade. Quem deixou de amar não descarta o outro do baralho, para o caso de uma eventualidade.

Será que neste momento você ama ou deixou de amar? Será que devo lhe querer ou lhe deixar? Se ainda ama, eu sei que providências irá tomar.

E se já não ama, com certeza irá se calar… ou talvez até dizer:
- Face ao exposto, nada tenho a declarar!

.....ENTÃO AME, MAS AME COM CALOR DO SEU CORAÇÃO....


domingo, 18 de outubro de 2009

Te amo simplesmente


Te amo, de um jeito que nao sei
o que dizer, o que falar..apenas sentir
o meu beijo vai te falar o quanto
meu olhar vai confirmar o tanto

Meu toque vai me revelar por completo
meu desejo vai aquecer seu corpo
te amar vai incendiar teu desejo
minha paixão vai conchegar seu coração

Meu peito palpitando anseia por tua mão
minha cabeça no seu seio em aconchego
minha mão anseia por caricias de tua pele
o ar que expiras como fragrancia respiro

Não sei mais o que falar,
o que dizer a voce
a não ser que
simplesmente te amo

Recordações


Quando te conheci,

Algo invadiu o meu coração

preencheu os meus espaços vazios,

trazendo-me, alegria e emoção.

Você me fascinou,

embriagando-me com o seu olhar,

fazendo-me perder a razão e

a este amor me entregar.

A sua voz eloquente,

esse corpo viril,

ceifou o meu coração

e meu corpo seduziu.

Despertou todos os meus sentimentos

de forma enlouquecedor,

incandesceu à minha alma

com paixão e amor.

Nunca lhe esquecerei,

meu homem fascinante,

dos seus beijos ardentes,

e das suas carícias extasiantes.

Como a natureza - Carolina Salcides


Decifro-me para ti aos poucos
Mostro minhas formas
Meus rostos
Tudo que adoras.
Não te encherei de filosofias
Porque não as tenho.
Tenho sentidos e fortes intuições
Que sigo de corpo e alma
Sem razões...
Porque a razão nem sempre me satisfaz..

Sou como a mãe natureza
Sou fugaz.
Minha certeza é passageira
Amanhã já não sei mais.
Um dia sou caçadora
No outro posso ser caça.
As estações passam
A lua muda
Como eu haverei de ser a mesma?
Sabes que não sou...

Hoje sou tua.
Posso ser amanhã também.
Mas sempre serei minha...
Pois sou como a natureza
Mesmo que me arranquem todas flores
Não deterão minha primavera.

Eu nasci para exalar
Toda beleza, todo amor.
Toda vida que há em mim
Sou mulher, flor.
Sou montanha
Pedra e espinho.
Sou assim, sempre assim.
Do mundo
Tua
De mim.
(Carolina Salcides)

Alma de menina - Vânia Staggemeier



Hoje vou ser só uma menina
Vou correr os verdes campos
Vou andar descalça
Vou soltar meus cabelos ao vento

Vou colher muitas flores
De todas as cores
Vou admirar o canto dos sabiás
Vou correr na chuva
Tomar banho de cachoeira

Vem comigo nesta
Alma de menina
Vamos juntos cantar
Uma linda canção
Mesmo sem rima
Ela será de coração

Minha alma de menina
Tão pequena
Tão mulher
Estarei a desvendar
Vem comigo
Brincadeira de menina
Não tem hora de acabar
(Vânia Staggemeier)

Sou lenda - Débora Bottcher



Sou Lenda,
porque as lendas são envoltas em Mistérios e Magias.
São uma criação dos caminhos da mente,
da vaga imaginação da liberação dos silêncios da alma...

Sou Lenda,
porque as lendas correm livres junto ao vento, buscando as vozes
da memória para que alcancem,as histórias perdidas no tempo...

Sou Lenda,
pelo desejo incontido que há em mim,
de tornar possível o encontro entre a
Lua e o Sol,diminuindo o entrave da dor...

Então, sendo Lenda
posso cavalgar pelos sonhos, velejar pelos mares da sua
saudade, passear,solta, pelo seu pensamento...

Sendo Lenda,
posso brincar na sua alegria,ser parte da sua emoção,
e caminhar,tranqüila, pela sua ilusão...

Sendo Lenda,
posso escrever meu nome em sua vida,
e me instalar no aconchego do seu coração
como uma sensação chegando pelo perfume do ar...

Sendo Lenda
posso ser parte de você,
sem você perceber...
(Débora Bottcher)

Assim... sou eu


Não sei amar pela metade;
nunca soube.
Aliás, não se trata só de amor,
mas de qualquer tipo de sentimento.
Não sinto nada mais ou menos,
ou eu gosto ou não gosto.
Não sei sentir em doses homeopáticas.
Preciso e gosto de intensidade,
mesmo que ela seja ilusória
e se não for assim,
prefiro que não seja.
Não me apetece viver histórias medíocres,
paixões não correspondidas
e pessoas água com açúcar.
Não sei brincar e ser café com leite.
Só quero na minha vida
gente que transpire adrenalina de alguma forma,
que tenha coragem suficiente pra me dizer o que sente antes,
durante e depois
ou que invente boas estórias
caso não possa vivê-las.
Porque eu acho sempre muitas coisas
- porque tenho uma mente fértil e delirante -
e porque posso achar errado
- e ter que me desculpar -
detesto pedir desculpas
embora o faça sem dificuldade
se me provarem que eu estraguei tudo
achando o que não devia.
Quero grandes histórias e estórias;
quero o amor e o ódio;
quero o mais,
o demais
ou o nada.
Não me importa o que é de verdade
ou o que é mentira,
mas tem que me convencer,
extrair o máximo do meu prazer
e me fazer crêr que é para sempre
quando eu digo convicta
que "nada é para sempre".
Porque só assim
eu me divirto
e é só isto que me interessa

Seus olhos


Seus Olhos

Quem aprende a ler os sinais contidos no olhar de
uma mulher, aprende o verdadeiro alfabeto universal.

A mulher conversa com os olhos, basta apenas que se
preste atenção neles.
Pelos olhos toda mulher expressa:
Seu amor
Seus desejos
Suas contrariedades
Suas aprovações
Suas reprovações
Suas vontades
Suas mágoas
Enfim, por mais calada que possa parecer a mulher
os seus olhos jamais se calam
Quando os olhos de uma mulher se calam
É sinal que já não há nenhum sentimento a ser vivido
seja amor ou ódio, carinho ou desprezo, seja o que for
Quando os olhos de uma mulher se calam,
É sinal que o homem atingiu o ápice de sua insignificância
Felizes os que vivem na retina de uma mulher.

Me desvende..



Me desvende ...
Tente ... !!!
Sou misteriosa e surpreendente.
Como a lua, às vezes sou minha,
em outras sou tua.
O que vês é superficial é um nada,
Perto da essência profunda da minha alma.
Me vês de relance,
Podes achar que estou ao teu alcance.
Que sou mais uma a desvendar
Para seduzir e depois cansar.
Pois não sou assim como me pintas
Sou comum, sou normal.
Também não sou DEUS
Nem fatal ...
Mas quando amo,
Meu coraçao eu entrego,
so prá quem eu quero.
Sou assim apaixonante ...
Te faço sonhar com meu jeito de olhar,
de sorrir e de falar.
Mas não penses que me tens.
Por que sou como o vento ...
Ninguém me prende.
Não sou tua e tu não és meu.
Só vivo o momento.
Por isso NÃO me deixes,
Posso partir para sempre.
Porque?!?!?!
Sou assim ...
Sou do bem,
Sou do mal.
Sou meiga,
Sou sensual,
Sou faceira,
SOU MORTAL ...

sábado, 17 de outubro de 2009

PALAVRAS QUE TODA MÃE GOSTARIA DE DIZER A SEU FILHO



Meu filho, eu lhe dei a vida,
mas não posso vivê-la para você.
Eu posso mostrar-lhe caminhos,
mas não posso estar neles para liderar você.
Eu posso levá-lo à igreja,
mas não posso fazer com que tenha fé.
Eu posso mostrar-lhe a diferença entre o certo e o errado,
mas não posso decidir sempre por você.
Eu posso comprar-lhe roupas bonitas,
mas não posso fazê-lo bonito por dentro.
Eu posso lhe dar conselhos,
mas não posso seguí-los por você.
Eu posso ensiná-lo a partilhar,
mas não posso fazê-lo generoso.
Eu posso aconselhá-lo sobre amigos,
mas não posso escolhê-los por você.
Eu posso informá-lo sobre álcool e drogas,
mas não posso dizer “NÂO” por você.
Eu posso falar-lhe sobre o sucesso,
mas não posso alcançá-lo por você.
Eu posso orar por você,
mas não posso impor-lhe Deus.
Eu posso falar-lhe da vida,
mas não posso dar-lhe vida eterna.
Eu posso falar-lhe sobre sexo seguro,
mas não posso mantê-lo puro.
Eu posso ensinar-lhe o respeito,
mas não posso forçá-lo a ser respeitoso.
Eu posso dar-lhe amor incondicional,
por toda a minha existência
e isso

Eu Farei.





sábado, 10 de outubro de 2009

O Amor

Recebi esse texto por mensagem no orkut...
Uma lição de vida...
Espero que esse texto toquem os corações...
E possamos aprender com uma criança




Dois irmãozinhos maltrapilhos - um deles de cinco anos e o outro de dez, iam pedindo um pouco de comida nas casas.
Estavam famintos.
"Vai trabalhar e não amole", ouvia-se por detrás das portas;
"aqui não há moleque ...", dizia outro....
As múltiplas tentativas frustradas entristeciam as crianças...
Por fim, uma senhora disse-lhes:
- Vou ver se tenho alguma coisa para vocês...
...coitadinhos, pensou ela.
Voltou com uma latinha de leite condensado.
Que festa!
Ambos se sentaram na calçada.
O menorzinho disse:
Você é o mais velho, pode tomar primeiro...
e olhava para ele com a boca semi-aberta, mostrando os dentes brancos e mexendo a ponta da língua.
Eu, como um tolo, contemplava a cena...
Se vocês vissem o mais velho olhando de lado para o pequenino!
Levou a lata à boca e, fazendo gesto de beber, apertou fortemente os lábios para que por ele não passasse uma gota sequer.
Depois, estendendo a latinha, diz ao irmão:
Agora é sua vez. Só um pouco.
"E o irmão dando um grande gole exclamou: Puxa, que gostoso!
"Agora eu", diz o mais velho.
E levando a latinha à boca, já meio vazia, não bebe nada, novamente.
"Agora você", "agora eu", agora você", "agora eu"....
.... E, depois de três, quatro, cinco ou seis goles, o menorzinho, de cabelos encaracolados, barrigudinho, com a camisa de fora, esgota o leite todo...
... ele sozinho.
Esse "agora você", "agora eu" encheram meus olhos de lágrimas...
E então, aconteceu algo que me pareceu extraordinário.
O mais velho começou a cantar, sambar, a jogar futebol com a lata de leite.
Estava radiante, o estomago vazio, mas o coração transbordante de alegria.
Pulava com a naturalidade de quem não fez nada de extraordinário, ou melhor, com a naturalidade de quem está habituado a fazer coisas extraordinárias, sem dar-lhes maior importância.
Ainda não evoluímos bastante para compreender que o amor é a maior parte de nós, e que portanto deveria se manifestar constantemente como coisa normal.
Que pena...


O Principal da vida

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Exemplo de uma vida

Essa a segunda mensagem..

Exemplo de uma vida

Um adolescente, após ter sido castigado por seus pais
várias vezes, e chegado à conclusão de que não conseguiria se
corrigir, dirigiu-se ao diretor do colégio e humildemente perguntou:
Professor, o que devo fazer para não cometer esses
erros novamente? Tenho me esforçado, mas não estou
conseguindo!
O mestre então, sabiamente, tomou um copo,
encheu-o de água e entregou-o ao jovem, dizendo:
Filho, ande com esse copo por todo o colégio, entre em
todas as salas, suba e desça todas as escadas, entre em
todos os cantos e becos, nos jardins, no sótão e volte
aqui sem derramar uma só gota dessa água.
Impossível - disse o jovem - não vou conseguir!
Se você quiser vai conseguir sim - disse o mestre.
O jovem saiu, devagar, com os olhos fixos no copo. Subiu e
desceu escadas, entrou e saiu de salas, cantos e becos, sótão,
jardins, e voltou sem ter derramado a água.
O mestre olha-o, bate-lhe nos ombros carinhosamente e diz:
Não viu as garotas que passeavam pelo jardim no horário
de aulas? Os colegas que te convidam para um copo de
bebida, ou uma tragadinha, um cigarrinho?
Não - responde o jovem - eu estava com
os olhos fixos no copo.
O mestre sorri, e diz:
Se você fixar os olhos em Deus, como fez com o copo,
terá a força que tanto precisa para vencer as tentações e não
cometerá mais as faltas pelas quais tem sido castigado.
Olha para Deus, e deixe-O ser o rumo da sua vida!

OLHE PARA CIMA

Hoje recebi duas lindas mensagens... que falam p/ não desviar os olhos de Deus..
E quero compartilhá-las com todos..
Espero que essas mensagens ajudem muitas pessoas


OLHE PARA CIMA

Certa vez um homem marinheiro teve que subir ao mastro durante uma tempestade.
As ondas levantavam o barco para alturas enormes, logo em seguida jogavam-no para as profundezas terríveis.
O jovem marujo começou a sentir vertigem e estava quase caindo o capitão gritou:
- Moço olhe para cima!
De maneira decidida, o marinheiro desviou o seu olhar das ondas ameaçadoras e olhou para cima.
Ele conseguiu subir com segurança e executar sua tarefa.
Amados, foi como Pedro que andou sobre as águas do mar, mas quando desviou os olhos de Jesus ele começou afundar, aí ele olhou para cima e pediu ajuda para Jesus.
Por isso amados, quando sentir que a tempestade se aproxima, olhe para cima, e não esqueça que Deus é o Pai do impossível...
Creia e não desvie seu olhar d'Ele.
Verás maravilhas!


quarta-feira, 7 de outubro de 2009

De Um Jeito Que é Só Seu



Há um jeito que é só seu de semear o bem.
Se tem sabedoria para falar, fale.
Há pessoas precisando
de quem lhes rasque novos horizontes.
Se tem o dom de ouvir, ouça.
Há pessoas precisando falar
para reogarnizar os pensamentos e sentimentos.
Se tem o dom de enxergar os talentos alheios, enalteça-os.
Há pessoas que desabrocham
por conta de alguém que lhes reconheça um dom.
Se tem discernimento o bastante
para fazer uma observação construtiva, faça-a.
Há pessoas persistindo no mesmo erro
por falta de alguém que as alerte
com carinho e firmeza.
Se não tem vocação para engajar-se
em movimentos filantrópicos de grande alcance,
tenha em mente que o maior bem a ser semeado
começa dentro do seu lar.
Oferte a sua canção, a sua poesia, a sua hospitalidade,
aquele prato que ninguém sabe fazer igual.
Oferte a sua diplomacia, a sua liderança
ou a sua capacidade de atuar em segundo plano
para o bem comum.
Oferte o seu talento para contar piadas e fazer rir.
A sua ternura natural no trato com crianças,
idosos ou animais.
A sua capacidade de manter o sangue frio
nas horas de crise,
quando todos em sua volta desabam.
A sua santa paciência de permanecer num hospital
ao lado de um enfermo terminal
ou de varar a noite num velório,
naquela hora crítica em que todos vão embora.
Há um jeito que é só seu e todo seu,
mesmo que seja ofertar uma flor sem ser dia de nada.
Mesmo que seja afagar as folhas de uma árvore,
cantar junto com o seu canarinho,
alisar o pelo de seu bichinho de estimação,
aquele que você salvou da enxurrada.
Mesmo que seja uma prece sincera
feita no silêncio do seu quarto.
Na contabilidade divina pouco importa
se o seu dom de semear o bem
alcançar uma criatura ou milhões de criaturas.
Você está fazendo a sua parte,
de um jeito que é só seu.
É só isto que realmente importa.





domingo, 4 de outubro de 2009

Definição de saudade

"A felicidade não é um destino. É uma maneira de viver". (Burton Hills)

Definição de Saudade.


Depoimento de um médico oncologista do Recife.

No início da minha vida profissional, senti-me atraído em tratar crianças, me entusiasmei com a oncologia infantil. Tinha, e tenho ainda hoje, um carinho muito grande por crianças.
Elas nos enternecem e nos surpreendem com suas maneiras simples e diretas de ver o mundo, sem meias verdades.
Nós médicos somos treinados para nos sentirmos "deuses". Só que não o somos! Não acho o sentimento de onipotência de todo ruim, se bem dosado.
É este sentimento que nos impulsiona, que nos ajuda a vencer desafios, a se rebelar contra a morte e a tentar ir sempre mais além.
Se mal dosado, porém, este sentimento será de arrogância e prepotência, o que não é bom.
Quando perdemos um paciente, voltamos à planície, experimentamos o fracasso e os limites que a ciência nos impõe e entendemos que não somos deuses. Somos forçados a reconhecer nossos limites!
Recordo-me com emoção do Hospital do Câncer de Pernambuco, onde dei meus primeiros passos como profissional. Nesse hospital, comecei a freqüentar a enfermaria infantil, e a me apaixonar pela oncopediatria..
Mas também comecei a vivenciar os dramas dos meus pacientes, particularmente os das crianças, que via como vítimas inocentes desta terrível doença que é o câncer.
Com o nascimento da minha primeira filha, comecei a me acovardar ao ver o sofrimento destas crianças. Até o dia em que um anjo passou por mim.
Meu anjo veio na forma de uma criança já com 11 anos, calejada porém por 2 longos anos de tratamentos os mais diversos, hospitais, exames, manipulações, injeções e todos os desconfortos trazidos pelos programas de quimioterapias e radioterapia. Mas nunca vi meu anjo fraquejar. Já a vi chorar sim, muitas vezes, mas não via fraqueza em seu choro. Via medo em seus olhinhos algumas vezes, e isto é humano! Mas via confiança e determinação. Ela entregava o bracinho à enfermeira e com uma lágrima nos olhos dizia: faça tia, é preciso para eu ficar boa.
Um dia, cheguei ao hospital de manhã cedinho e encontrei meu anjo sozinho no quarto. Perguntei pela mãe. E comecei a ouvir uma resposta que ainda hoje não consigo contar sem vivenciar profunda emoção.
Meu anjo respondeu:
- Tio, às vezes minha mãe sai do quarto para chorar escondido nos corredores. Quando eu morrer, acho que ela vai ficar com muita saudade de mim. Mas eu não tenho medo de morrer, tio. Eu não nasci para esta vida!
ensando no que a morte representava para crianças, que assistem seus heróis morrerem e ressuscitarem nos seriados e filmes, indaguei:
- E o que a morte representa para você, minha querida?
- Olha tio, quando a gente é pequena, às vezes, vamos dormir na cama do nosso pai e no outro dia acordamos no nosso quarto, em nossa própria cama não é?
(Lembrei que minhas filhas, na época com 6 e 2 anos, costumavam dormir no meu quarto e após dormirem eu procedia exatamente assim.)
- É isso mesmo, e então?
- Vou explicar o que acontece, continuou ela: Quando nós dormimos, nosso pai vem e nos leva nos braços para o nosso quarto, para nossa cama, não é?
- É isso mesmo querida, você é muito esperta!
- Olha tio, eu não nasci para esta vida! Um dia eu vou dormir e o meu Pai vem me buscar. Vou acordar na casa Dele, na minha vida verdadeira!
Fiquei "entupigaitado". Boquiaberto, não sabia o que dizer. Chocado com o pensamento deste anjinho, com a maturidade que o sofrimento acelerou, com a visão e grande espiritualidade desta criança, fiquei parado, sem ação.
- E minha mãe vai ficar com muita saudade minha, emendou ela.
Emocionado, travado na garganta, contendo uma lágrima e um soluço, perguntei ao meu anjo:
- E o que saudade significa para você, minha querida?
- Não sabe não, tio? Saudade é o amor que fica!

Hoje, aos 53 anos de idade, desafio qualquer um a dar uma definição melhor, mais direta e mais simples para a palavra saudade:
é o amor que fica!

Um anjo passou por mim...
Foi enviado para me dizer que existe muito mais entre o céu e a terra, do que nos permitimos enxergar. Que geralmente, absolutilizamos tudo que é relativo (carros novos, casas, roupas de grife, jóias) enquanto relativizamos a única coisa absoluta que temos, nossa transcendência.
Meu anjinho já se foi, há longos anos. Mas me deixou uma grande lição, vindo de alguém que jamais pensei, por ser criança e portadora de grave doença, e a quem nunca mais esqueci. Deixou uma lição que ajudou a melhorar a minha vida, a tentar ser mais humano e carinhoso com meus doentes, a repensar meus valores.
Hoje, quando a noite chega e o céu está limpo, vejo uma linda estrela a quem chamo "meu anjo, que brilha e resplandece no céu. Imagino ser ela, fulgurante em sua nova e eterna casa.
Obrigado anjinho, pela vida bonita que teve, pelas lições que ensinaste, pela ajuda que me deste.
Que bom que existe saudades!
O amor que ficou é eterno.

Rogério Brandão
Médico oncologista clinico
RC Recife Boa Vista D4500
Cremepe 5758"




sábado, 3 de outubro de 2009

Acreditar na vida

É ter esperança no amanhã.
Saber que após a noite vem o dia.
Viver intensamente as emoções
Pular de alegria.
Não invadir o espaço alheio.
Ser espontâneo.
Apreciar o nascer e o pôr-do-sol.
Amar as pessoas incondicionalmente.
Aproveitar todos os momentos.
Fazer trabalhos voluntários.
Vencer a depressão.
Confiar na intuição.
Perdoar as pessoas.
Estimular a criatividade.
Não se prender a detalhes.
Brincar como uma criança.
Chorar de felicidade.
Deixar pra lá.
Ter pensamentos positivos.
Respeitar os sentimentos dos outros.
Rir sozinho.
Saber trabalhar em equipe.
Ser sincero...
Encontrar a felicidade nas pequenas coisas.
Entender que somos pessoas únicas.
Não se apegar a bens materiais.
Adorar um dia de chuva.
Enxergar além das aparências.
Descobrir que precisamos dos outros.
Esquecer o que já passou.
Buscar novos horizontes.
Perceber que somos humanos.
Vencer a nós mesmos.
Ver a beleza da alma.
Sair da passividade.
Saber que a vida é conseqüência das nossas atitudes agora.
Não adiar as decisões.
Mimar a criança interior.
Deixar acontecer...
Praticar a humildade.
Adorar o calor humano.
Curtir pequenas vitórias.
Viver apaixonado pela vida.
Visualizar só coisas boas.
Entender que há limites.
Ver a vida com outros olhos e mentalizar o positivo.
Ter auto-estima.
Colocar sua energia positiva em tudo que realizar.
Só se arrepender do que não fez.
Fazer parcerias com amigos e crescer juntos.
Dormir feliz.
Emanar vibrações de amor.
Saber que estamos só de passagem.
Melhorar os relacionamentos.
Aproveitar as oportunidades.
Ouvir o coração e Acreditar na Vida.
VIVA a VIDA INTENSAMENTE
e seja Feliz hoje e sempre!

Nossas escolhas

Tudo na vida é opção.
Alguns escolhem viver em clima de felicidade,
com o pouco ou quase nada que tenham.
Outros optam por ser infelizes,
com a abundância que desfrutam.
Uns recebem o diagnóstico de doença insidiosa
e decidem lutar e viver o quanto lhes seja permitido.
Outros, optam por se deixarem morrer,
sem combate.
Felicidade ou infelicidade.
A decisão cabe a cada um de nós.
Todos sofremos perdas,
doenças,
lutas.
Também usufruímos alegrias,
conquistas,
dádivas,
saúde.
O que fazemos com cada uma dessas coisas
é o que estaremos fazendo com o nosso dia:
alegria ou tristeza.
Vitórias ou derrotas.

Escolha bem o que você deseja...
Abrace a alvorada que surgirá,
viva as horas de bênçãos
e quando a noite chegar,
agradeça a Deus pelas felizes escolhas
desse bendito tempo que se chama dia.
Amanhã, quando retornarem as horas
a movimentar os ponteiros do relógio,
você voltará a fazer as suas escolhas...
e com certeza serão as melhores..

O Tempo

Entre os dons que Deus dá ao homem,
o tempo tem lugar especial.
Ele acalma as paixões indevidas
e ensina que tudo tem sua hora e local certos.
Cicatriza as feridas das dores profundas,
anestesiando as chagas abertas.
Nos permite amadurecer,
através da reflexão,
adquirindo ponderação
e bom senso.
Desenha marcas nas faces,
espalha neve nos cabelos,
dá calma e paciência
quando o passo já se faz mais lento.
Confirma as grandes verdades
e destrói as falsidades
e valores ilusórios.

O tempo é, enfim, um grande mestre.
E é ele, em verdade,
que nos demonstra no correr dos anos
que o verdadeiro amor supera a idade,
a doença, a dificuldade,
e permanece conosco para sempre.

Neste mundo, tudo tem a sua hora.
Cada coisa tem o seu tempo:
Tempo de nascer e de morrer.
De plantar e de colher.
De derrubar e de construir.
De se tornar triste e de se alegrar.
De chorar e de sorrir.
De espalhar pedras e de juntá-las.
De abraçar e de se afastar.
De calar e de falar.
Tempo de guerra e o de paz.

Mas sempre é tempo de amar..

Tributo ao tempo

Tudo o que vive não vive sozinho,
nem pra si mesmo.
Dizem que a vida é curta,
mas não é verdade.
A vida é longa para quem consegue viver pequenas felicidades.
Infelizmente às vezes não percebemos isso
e passamos nossa existência colecionando nãos:
a viagem que não fizemos,
o presente que não demos,
a festa que não fomos,
o amor que não vivemos,
o perfume que não sentimos.

A vida é mais emocionante
quando se é ator e não espectador;
quando se é piloto e não passageiro,
pássaro e não paisagem,
cavaleiro e não montaria.

E como ela é feita de instantes,
não pode nem deve ser medida em anos ou meses,
mas em minutos e segundos.

Esta mensagem é um tributo ao tempo.
Tanto àquele tempo que você soube aproveitar no passado
quanto àquele tempo que você não vai desperdiçar no futuro.
Porque a vida...
é AGORA!

Nunca se arrependa


Nunca se arrependa de ter refreado a língua quando quis dizer o que não convinha
ou o que não era verdade.
De ter formado o melhor conceito sobre o proceder de alguém.
De não ter julgado com severidade os atos alheios, ignorando-os.
De ter perdoado aos que te magoaram e de ter contribuído com sua evolução espiritual.
De ter cumprido suas promessas e ter sido fiel aos compromissos dignos e nobres a que se propôs. De ter suportado com paciência as faltas alheias e ignorado as mentiras e as maledicências que chegaram a seus ouvidos.
De ter dirigido palavras bondosas aos desventurados e tristes e de ter simpatizado com os menos afortunados e realizado algo de efetivo e bom em prol de alguém.
Nunca se arrependa de ter pedido perdão pelas faltas cometidas e reparado o mal que causou.
De ter honrado a teus pais, agindo com gratidão por todo o bem que deles recebestes.
Se for para se arrepender, melhor que seja por ter feito, e nunca por omissão


quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Porque os amores se perdem...



O mais difícil de entender quando os amores acabam, são os porquês.
Por que duas pessoas que se encontraram e se encantaram, viveram um amor que parecia indestrutível, se separam?
Por que o amor geralmente acaba de um lado só e é o outro que fica chorando e querendo entender as razões?
Amores deveriam ser eternos, mas nem sempre são.
Costumo comparar casais a chave e fechadura. Nem toda chave abre todas as portas e é necessário encontrar aquela exata que vai se encaixar perfeitamente e tudo será possível.
Mas a gente acredita que cada vez que alguém toca nosso coração e entra, que é definitivo.
Um casal que se apaixona de início, sem que um tenha tido o tempo de desnudar o outro nas suas verdades, acredita nessa chama e até briga por ela muitas vezes.E cria-se sonhos, planeja-se o futuro...
Enquanto isso os dias vão passando, toma-se menos cuidado em manter a magia e a parte dos dois que é mais sonhadora começa a sentir-se incomodada. Dá medo.
Medo de ter que olhar bem nos olhos da realidade e dizer: Acabou!
Medo de ter que se confessar a si próprio que ainda não foi aquela vez! Medo da solidão, de ter que recomeçar...
Não são as decepções que matam o amor. Se assim fosse, não existiriam perdões e reconciliações.
O que mata o amor é simplesmente a tomada de consciência de que o outro não é o ser sonhado.
É como acordar depois de um longo sono e lindos sonhos. O outro está ali, é a mesma pessoa, mas aquela neblina que dava a impressão de irrealidade já não mais existe. E isso não acontece da noite para o dia,como se costuma pensar. É algo que vem com os dias, os hábitos, as monotonias. Um percebe, o outro não.
Um começa a se sentir angustiado e o outro continua acreditando ou finge que acredita.
E quando a gota que faz transbordar o vaso chega é o mundo todo que desmorona.
Porém, tudo não fica definitivamente perdido.
Sobra de um lado a dor, e os porquês,
um resto de amor que teima em ficar no fundo coração.